fbpx
Inicial / Blog / Vulnerabilidades e ambiguidades da participação

Vulnerabilidades e ambiguidades da participação

Nestas novas democracias das décadas de 70 e 80 há um consenso de que a inovação provocada pela participação ampliada responde problemas que as democracias hegemônicas do norte ignoram como redefinição de identidade, pertencimento, participação popular para além das eleições. Assim tentam dar conta da tensão entre democracia e capitalismo que as democracias liberais tentam preservar mantendo a distância entre população e o estado focado na acumulação de capital evitando assim a redistribuição social, premissa da democracia classificada atualmente pelos liberais como “sobrecarga social”.

Os processos de intensificação democrática tendem a serem fortemente combatidos pelas elites econômicas. Pela premissa distributiva da democracia, a sua intensificação significa desconcentração econômica de setores hegemônicos que utilizam como instrumentos de desmobilização a cooptação e da integração. Sem dúvida, esta dinâmica coloca a participação em posição de vulnerabilidade e ambiguidade.

Da vulnerabilidade à descaracterização, a cooptação por grupos sociais ou pela integração em contextos institucionais retiram a capacidade democrática e transformadora. Por vezes, a participação pode se transformar em forma de controle top-down onde interesses e atores hegemônicos encontram nova forma de prevalecer.

Por exemplo, o ativismo social dos empresários contra exclusão social é um bom exemplo de como a sociedade civil pode ser cooptada por setores hegemônicos, contribuindo para o enfraquecimento do Estado e suas políticas redistributivas e oportunamente transformando tudo isto em marketing social se apropriando do discurso da democracia participativa quando na realidade é a redução às categorias de mercantilização, clientes e funcionários.

Texto base

Introdução: Para ampliar o cânone democrático de Leonardo Avritzer e Boaventura de Souza Santos.

Sobre Juliano Sebastian

Consultor político, graduado em Comunicação Social e pós-graduado em História e Ciências Sociais. Gosto muito de samba, NFL, futebol, tecnologia e artes.