fbpx
Inicial / Blog / V de Vingança

V de Vingança

V for Vendetta, 2006 – O filme dos irmãos Wachowskis (Matrix) é uma obra prima do cinema que inspira muitas interpretações. Criada no início da década de 80, a história original vem dos quadrinhos criada pelo craque Allan Moore e foi inspirada tanto pelo desenho institucional da democracia inglesa quanto pela forma que o partido conservador governava o país com a “dama de ferro”, Margareth Tatcher.

A trama conta a busca de V por vingança e apresenta seus motivos de forma sofisticada. Ambientado no ano de 2020, o mundo político e democrático está em colapso com o EUA afundado em uma guerra civil sem fim, a resposta do partido fictício “Fogo Nórdico” através do chanceler Adam Sutler é a restrição de liberdades. Assim o totalitarismo (Hannah Arendt) é caracterizado por muitas das suas linhas: controle dos meios de comunicação, minorias, toque de recolher, polícia secreta e campo de concentração.  Câmeras de vigia (1984 e Foucault) e caixas de som para programar as ordens do sistema e autoridades com métodos diferenciados de punição aos infratores.

A partir de um caso de transgressão do toque de recolher Evey conhece V. Ele a protege de um estupro destas autoridades. Coincidentemente, no dia seguinte, dia 05 de novembro, V invade a rede de TV onde Evey trabalha e ela o ajuda na sua missão. A missão de V foi tomar a rede de TV para fazer um pronunciamento que chamava todos os cidadãos a se apresentarem em frente ao parlamento inglês no próximo dia 05 de novembro, um ano após seu pronunciamento.

A data também trás um significado interessante, atualmente o dia 05 de novembro é data reservada na Inglaterra para celebrar a solidez de seu sistema político e comemorar o desmonte da “Conspiração da Pólvora”, a captura e morte do seu símbolo, o soldado inglês Guy Fawkes, responsável pelos barris de pólvora que explodiria a sede do parlamento inglês em tentativa de matar o rei protestante Jaime I, promovendo um levante católico no ano de 1605.

Conspiração da Pólvora
A Conspiração da Pólvora foi um levante liderado por Robert Catesby, que foi executado, assim como outros católicos insatisfeitos, pela repressão empreendida pelo rei protestante Jaime I aos direitos politicos dos católicos por causa de suas atividades subversivas contra a coroa, e para restaurar o poder temporal da igreja católica.

As motivações de V para a vingança são diversos, sua família de militantes opositores ao “Fogo Nórdico” foi capturada e morta pelo governo e o próprio V foi levado como cobaia para o laboratório Larkhill onde os experimentos lhe deram super agilidade, resistência e força. Após Larkhill ser destruído num incêndio, V sobrevive sem nada mais do que era e estabelece um objetivo, vingança.

O filme apresenta reflexões contemporâneas para os sistemas políticos. A mudança do status quo da liberdade para a segurança (Bauman), o discurso do medo, o totalitarismo como fim da restrição de liberdades e igualdade. É da sua natureza o problema na democracia, por ser um sistema que reflete a cultura de um povo e de um local, seus arranjos institucionais estão sempre em mudança acompanhando estes movimentos da sociedade. Embora problemático, ainda não se tem outra resposta melhor que a democracia, o respeito à diversidade e a promoção da igualdade são conquistas que a sociedade uma vez que consegue, não abre mais mão.

http://www.youtube.com/watch?v=RGVFMtUHFU4

Outros pontos interessantes são abordados no filme. A importância dos meios de comunicação de massa como ferramenta desmistificada, é através deles que o totalitarismo mentem o poder, mas também é através deles que o triunfo da democracia foi possível. A relação entre política e os símbolos, assim como Osama Bin Laden, para atacar o capitalismo atacou as torres gêmeas, V dedicou seu ataque ao parlamento inglês. Para não ser confundido como uma apologia católica ou religiosa pelas referências a Guy Falkes, a liberdade religiosa é defendida no conjunto das liberdades das minorias, mas frontalmente atacado quando Evey busca num sacerdote proteção e caí numa armadilha sexual. Religião para o autor é defendida como filosofia e fé e abominada quando institucionalizada.

V busca uma vingança qualificada e complexa. Ele trabalha vingança micro e macro, contra os agentes e contra o sistema. Fraternidade e solidariedade são conceitos fundamentais que não se perdem na complexidade da trama e dos planos de V.

Curiosidades O filme foi originalmente programado para ser lançado pela Warner Bros em 4 de novembro de 2005 (um dia antes do 400º aniversário da Noite de Guy Fawkes), mas foi adiado, e estreou em 17 de março de 2006.

Guy Fawkes
Guy Fawkes (Iorque, 13 de abril de 1570 — Londres, 31 de janeiro de 1606), também conhecido como Guido Fawkes, foi um soldado inglêscatólico que teve participação na “Conspiração da pólvora” (Gunpowder Plot) na qual se pretendia assassinar o rei protestante Jaime I da Inglaterra e todos os membros do parlamento durante uma sessão em 1605, objetivando o início de um levante católico. Guy Fawkes era o responsável por guardar os barris de pólvora que seriam utilizados para explodir o Parlamento do Reino Unido durante a sessão.
Porém a conspiração foi desarmada e após o seu interrogatório e tortura, Guy Fawkes foi condenado a execução na forca por traição e tentativa de assassinato. Outros participantes da conspiração acabaram tendo o mesmo destino. Sua captura é celebrada até os dias atuais no dia 5 de novembro, na “Noite das Fogueiras” (Bonfire Night).
Frequentemente Fawkes é referido com o título irônico de ser “o único homem que entrou no parlamento com intenções honestas”. Sua imagem acabou se tornando um símbolo de rebelião e até da anarquia, apesar dele ter lutado por uma causa Católica e defesa do direito monárquico dos Stuart sobre o trono Britânico.

Site Oficial – http://wwws.br.warnerbros.com/vforvendetta/


Sobre Juliano Sebastian

Consultor político, graduado em Comunicação Social e pós-graduado em História e Ciências Sociais. Gosto muito de samba, NFL, futebol, tecnologia e artes.