fbpx
Inicial / Blog / Pressupostos da democracia participativa

Pressupostos da democracia participativa

Inegável que a Democracia se tornou o status quo de forma de governo após as duas grandes guerras mundiais do século XX. As eleições como instrumento de formação de governo em sob o argumento de soberania e participação ampliadas. Na raiz da teoria democrática, há o impasse estrutural entre democracia e capitalismo e a suposta capacidade redistributiva do modelo que caminhava para rumo à hegemonia.

Haviam dois modelos discutidos neste momento, o modelo da socialdemocracia que entendia que a redistribuição seria algo natural e o modelo marxista que apontava a necessidade de democratizar também a produção material, a relação entre o capital e o trabalho.

Mais adiante a teoria da socialdemocracia fora por água abaixo com o recorte liberal de cortes das políticas sociais e a liberdade de mercado que reforçou o capitalismo inviabilizando os efeitos redistributivos naturais defendidos inicialmente pontuados por Przeworski e Lipset. A partir deste impasse é que surge nas democracias mais tardias o que se chama atualmente de democracia popular ou participativa.

Mesmo assim a democracia liberal tornou-se hegemônica e o seu problema fora forjado de maneira elitista por Schumpeter que não só afirmava que todos os problemas da democracia eram fruto do território encontrado, mas que além disso valoriza a apatia política porque naturalmente o cidadão comum não tinha interesse pela política em si e apenas por decidir quem iria tomar as decisões por si.

Então, o debate sobre democracia foi reduzido à forma hegemônica e basicamente tomado pelas formas de autorização e disputa entre as elites pelo poder, eleições. O que aprofundou este modelo em duas crises: a crise de participação que leva ao absenteísmo e a crise de representação quando os cidadão não se sentem representados por aqueles que elegem.

Diante da crise formal da democracia liberal a democracia popular emergiu a partir dos anos 80 respondendo as principais crises liberais, a participação e a representação, apontando um horizonte possível.

Texto base

Introdução: Para ampliar o cânone democrático de Leonardo Avritzer e Boaventura de Souza Santos.

Sobre Juliano Sebastian

Consultor político, graduado em Comunicação Social e pós-graduado em História e Ciências Sociais. Gosto muito de samba, NFL, futebol, tecnologia e artes.