fbpx
Inicial / Blog / Análise da Propaganda Partidária Gratuita (PPG) do PV – Janeiro/2013

Análise da Propaganda Partidária Gratuita (PPG) do PV – Janeiro/2013

PV – Partido Verde
Dia 17 de janeiro de 2013
Número: 43
Fundação: 30 de setembro de 1993
Presidente: José Luiz Penna
Site: www.pv.org.br
Duração: 10 (dez) minutos

O Partido Verde aproveita seus 10 minutos nacionais para requerer a vanguarda da proteção de minorias, meio ambiente e desenvolvimento sustentável. Os verdes que dizem não ser nem de esquerda e nem de direita, pois são à frente, mostram-se preocupados com o posicionamento do seu partido na emergência de tantos outros que geram uma interseção de tal tamanho que provoca preocupação.

Alguns partidos de esquerda já faziam interseção com algumas bandeiras do PV, mas não ameaçavam sua a posição, mas neste último ano, a medida que estes temas ganham a agenda nacional de debate surgem partidos focados em tratar do tema oportunamente. Legitimidade é outro assunto.

O PV fez um programa com belas imagens integrando mais uma vez natureza e atividades econômicas e urbanas para traduzir o tema desenvolvimento sustentável. Mesmo diante da complexidade do tema, o PV não conseguiu simplificar o assunto e transformou o ponto central em muitas outras discussões como solidariedade, saúde, trabalho, moradia, transporte, economia, legislação, energia e poluição.

Mostrou sua face pragmática ao mostrar que é um partido que embora tenha uma pauta progressista e por vezes tida como intangível, é um partido que tem tamanho e representatividade nas casas legislativas e que governa com responsabilidade cidades importantes do Brasil. Sarney Filho fez a prestação de contas da atuação do partido na câmara federal.

A tese sobre o aumento da frota de automóveis e redução de IPI é frágil diante do argumento da universalidade do acesso. O outro lado desta discussão pode levar o partido a um elitismo onde que apenas as classes mais favorecidas podem ter acesso a automóveis. Energia limpa, melhorar a qualidade do transporte de massa e buscar solução para o caos no trânsito formam um tripé menos arriscado para o debate em torno da mobilidade urbana sustentável.

Mulheres e igualdade racial ainda tiveram tempo de abordagem. Gabeira se colocou à disposição do partido para o futuro que parece tem tudo para enfrentar tempos difíceis pela frente com a emergência de outros concorrentes, mas que teve seu desafio atenuado com o avanço na aceitação de suas pautas na sociedade brasileira. Gabeira realmente deve ter aceitado concorrer à presidência em 2014.

Sobre Juliano Sebastian

Consultor político, graduado em Comunicação Social e pós-graduado em História e Ciências Sociais. Gosto muito de samba, NFL, futebol, tecnologia e artes.