fbpx
Inicial / Teoria / Ciência Política

Ciência Política

O que o político precisa fazer para atingir seus objetivos?

Os políticos têm como objetivo pessoal à manutenção do poder e para tal o sucesso eleitoral é a finalidade, seja para se reeleger ou eleger aliados ou membros do seu partido.

Leia mais »

Advertising, credit-claiming e position taking

Mayhew separa em três categorias as atividades desses políticos, no caso do seu estudo parlamentares: advertising, credit-claiming e position taking. Advertising consistiria na publicidade do político no sentido particular, solto de um coletivo, em que se destaca valores éticos, morais e técnicos a partir das suas práticas políticas investindo na personalização da sua imagem política de sucesso e retidão a ser reconhecido assim pelos eleitores. O credit-claiming seria o ato de reivindicar a atuação representativa nos espaços políticos em benefício de indivíduos ou grupos.

Leia mais »

Níveis organizacionais da sociedade civil

Nesse sentido, os níveis organizacionais mais frequentes e presentes na sociedade civil contemporânea podem ser genericamente tipificados da seguinte maneira:

Leia mais »

Sociedade Civil

Sociedade civil é um conceito clássico da sociologia política, mas na atualidade ele tende a ser utilizado num modelo de divisão tripartite da realidade: Estado, mercado e sociedade civil. Nessa perspectiva teórica, a sociedade civil, embora configure um campo composto por forças sociais heterogêneas, representando a multiplicidade e diversidade de segmentos sociais que compõem a sociedade, está preferencialmente relacionada à esfera da defesa da cidadania e suas respectivas formas de organizações em torno de interesses públicos e valores, incluindo-se o de gratuidade/altruísmo, distinguindo-se assim dos dois primeiros setores acima (Estado e mercado), que estão orientados, preferencialmente, pelas racionalidades do poder, da regulação e da economia.

Leia mais »

Movimentos Sociais

Movimentos sociais, enfim, são redes sociais complexas, que transcendem organizações empiricamente delimitadas e que conectam, de forma simbólica, solidarística e estratégica, sujeitos individuais e atores coletivos em torno de uma identidade ou identificações comuns, de uma definição de um campo de conflito e de seus principais adversários políticos ou sistêmicos e de um projeto ou utopia de transformação social.

Leia mais »