fbpx
Inicial / História

História

Breve resumo sobre a Democracia Cristã

O período da origem da Democracia Cristã pós-Segunda Guerra justifica sua adesão ao liberalismo econômico cabendo sua distinção da socialdemocracia pela defesa de uma sinergia a partir de valores que unificassem e fortalecessem família, comunidade e trabalho promovendo uma maior pluralidade política.

Leia mais »

Brasil – Partidos políticos e presidentes registrados no TSE

Um partido político é um grupo organizado de pessoas que formam uma legalmente constituídos entidade, com base em formas voluntárias de participação, nessa "democracia, segundo Professor Lauro Campos da Universidade de Brasília"; quando faz referência ao Espectro ideológico, em seu livro, "História do Pensamento Econômico", em uma associação orientada para influenciar ou ocupar o poder político em um determinado país politicamente organizado e/ou Estado, em que se faz presente e/ou necessário como objeto de mudança e/ou transformação social.

Leia mais »

Presidentes do Brasil – 1889 a 2013

Presidente numa república presidencialista, é a autoridade máxima do Poder Executivo e da República, cabendo a ele as tarefas de chefe de Estado e o chefe de governo. Nas repúblicas parlamentaristas, cabe a ele apenas a chefia de Estado. Normalmente, o presidente também é o comandante-em-chefe das Forças Armadas. O cargo de presidente também é utilizado para indicar a autoridade máxima em empresas, quando sociedades anônimas no Brasil, em conselhos, tribunais e outras organizações.

Leia mais »

Governadores do Rio de Janeiro – Período Republicano (1889 — 2014)

No Brasil, cujo pacto é federativo, o governador é eleito com periodicidade de quatro anos, através do sistema de sufrágio universal ou votação em dois turnos, permitida a reeleição pelo mesmo período. É eleito o candidato que obtiver em primeiro turno 50% mais um dos votos. Sendo esta condição não satisfeita, os dois candidatos mais votados no primeiro turno concorrem no segundo turno, sendo eleito o candidato que obtiver maioria simples, ou seja, maior votação entre os dois concorrentes.

Leia mais »

Governadores do Rio de Janeiro – Período imperial (1822 — 1889)

Após a Independência do Brasil, diferentemente das outras províncias, o Rio de Janeiro continuou ligado diretamente à administração imperial, com o Ministro e Secretário de Estado dos Negócios do Império sendo seu governante. Somente após a edição do Ato Adicional de 1834 é que a província passou a ter presidentes, todos indicados pelo Imperador.

Leia mais »